quarta-feira, 16 de abril de 2008

Homenagem a Charles Chaplin


Esta semana já publiquei um texto de Chaplin, mas hoje, 16 de abril, é data de nascimento deste saudoso ator e diretor do cinema hollywoodiano. No Brasil ele também é conhecido como Carlitos (equivalente a Charlie), nome de um dos seus personagens mais conhecidos. Caplin nasceu no dia 16 de abril de 1889.

Para homenagear o artista reproduzo mais um texto que gosto e logo depois, você poderá ver um vídeo da música "Smile", de autoria de Chaplin, interpretada por Michael Jackson, tendo ao fundo, cenas de filmes do grande Carlitos:


"A coisa mais injusta sobre a vida é a maneira como ela termina. Eu acho que o verdadeiro ciclo da vida está todo de trás pra frente. Nós deveríamos morrer primeiro, nos livrar logo disso.

Daí viver num asilo, até ser chutado pra fora de lá por estar muito novo. Ganhar um relógio de ouro e ir trabalhar. Então você trabalha 40 anos até ficar novo o bastante pra poder aproveitar sua aposentadoria. Aí você curte tudo, bebe bastante álcool, faz festas e se prepara para a faculdade.

Você vai para colégio, tem várias namoradas, vira criança, não tem nenhuma responsabilidade, se torna um bebezinho de colo, volta pro útero da mãe, passa seus últimos nove meses de vida flutuando. E termina tudo com um ótimo orgasmo! Não seria perfeito?"

Charles Chaplin




3 Comentários:

Tony Queiroga disse...

Renatinha!

Parabéns pelo blog! É bom ter uma forma dinâmica para falar com muitas pessoas... Algumas idéias... achei a página com muitos elementos gráficos, um pouco poluído visualmente, apesar da sua foto estar ótima (assim vc vai conseguir muitos visitantes, hein! :o)

Também acho que vc pode escrever sobre outros temas... tipo, filmes que vc gostou e indica, o que vc fez de bom num dado dia, e um monte de coisas legais que eu sei que vc faz... Bjssssssssssss!

Jose Henrique disse...

Oi Renata, tudo bem? Não sabia que, além de ator e escritor, o Chaplin era músico. Gostei da cançaõ! E este texto é simplesmente perfeito! Lembro que recentemente uma amiga fez aniversário e, quando conversávamos sobre o fato de que nenhum de nós dois gostamos de comemorar esta data, ela comentou "a vida tinha que ser que nem naquele texto do Chaplin". E concordo com ela. Não conheço muito da filmografia deste ator, mas vi "O Grande Ditador" e fiquei encantado. Beijos.

Anônimo disse...

SIR CHAPLIN

O que dizer de você
quando tudo está dito?
O que falar para você
Quando tudo está falado,
Vagabundo amado?

Da perfeição de um gênio,
da hilaridade de sua arte,
a nossa tela de saudades...
No fundo de todo mundo
há mais que admiração e respeito
pelo seu jeito desajeitado tão perfeito.

Nossa mente tem conhecimento
de seu chapéu voando,
cabelos ao vento
e as abas do paletó flutuando...

A pantomina mais prodigiosa
vimos em suas mãos,
lemos em seu rosto,
rimos com o coração.

Seu método de criar lágrimas
e semear sorrisos é sua grandeza maior
que encantou décadas de risos.
Do erro nascia o sucesso,
as surpresas e os contrastes.

A eterna luta entre o bem e o mal,
o rico e o pobre,
o cheio de sorte
e o que não tinha nenhuma.

Agora, quando nosso mundo,
a nossa vida, a nossa civilização
se esboroar sob nossos pés,
quem correrá o risco para salvar a alegria
e as lágrimas como antídoto contra o ódio e o horror
e devolver aos nossos espíritos, a fé no sorriso?

Quem, Carlitos?
Você soube fazer o mundo ser melhor,
se encantar, rir e chorar. Regina Rousseau

Postar um comentário

  ©Template Blogger Green by Dicas Blogger.

TOPO